Workshop “Viver da Clínica”

Viver da Clinica

Olá, tudo bem? Meu nome é Diego Fernandes Souza, sou psicólogo que atua na área clínica (CRP 16/2801) formado há quase 8 anos pela UFES e gostaria que você conhecesse um pouco da minha carreira antes de qualquer coisa.

A minha história profissional começa de forma atípica do que a maioria dos psicólogos(as): antes de ter o CRP na mão eu já estava empregado. Eu tinha participado de uma entrevista de emprego, fui selecionado e eles decidiram esperar o meu registro no conselho pra começar a trabalhar. Felicidade era pouco, né! Me senti o cara mais f***. Comecei a trabalhar, super empolgado e… Acabando o período de experiência fui demitido. Sem muitas explicações. Chorei até não querer mais, na frente da gerente. E dos meus amigos de profissão. Foi dolorido.

Fiquei revoltado. Mas muito revoltado mesmo. Prometi que nunca mais trabalharia pra ninguém. E tudo deu certo na minha vida e fui a pessoa mais feliz do mundo…. Fui trabalhar fora da área da Psicologia com meu pai (já quebrando minha promessa), ao mesmo tempo que tentava dar certo na clínica.

Nesse momento eu fiz uns cartõezinhos, amigos falando que iam entregar para diversas pessoas conhecidas e eu lá achando que tudo seria excelente. Espera daqui, espera dali… 1 cliente ou outro aparecia (nenhum deles por causa dos benditos cartões)… Costumava ter uns 3 clientes ao mesmo tempo, mas nem sempre no mesmo horário: cheguei a atender 2 pessoas na manhã de segunda e outra só na sexta à noite, horário que levei tanto , mas tanto bolo…

Nesse meio tempo eu já tinha concluído um curso de Formação em Terapia Comportamental, estava cursando o mestrado em Psicologia e uma pós graduação em Gestão Empresarial. Até…

Até que cansei demais, clínica quase não dava retorno financeiro e eu sentia que não conseguia me dedicar da maneira que gostaria e os meus clientes mereciam mais do que eu estava dando. Foi quando abandonei a clínicaUma das decisões mais difíceis que eu tomei na vida. O dia está gravado: 25/09/2012. O consultório era em Vitória e só fui parar de chorar quando estava descendo a 3ª ponte (sim, eu me emociono e choro. Se você me conhece já deve saber dessa minha característica peculiar).

Quebrei a cara aqui e acolá, o que eu achava que era seguro se mostrou instável e depois de algum tempo a vontade de atuar na clínica falou mais alto, vários compromissos foram encerrados e voltei. Fiquei afastado por 19 meses.

Com um frio na barriga eu voltei. Disposto a fazer diferente: fiz uma página e site que não deram muito certo e quando eu achava que as coisas iam funcionar alguns clientes saíam. Acabei virando professor universitário, parando de trabalhar na empresa do meu pai e tentando me dedicar ao máximo para a Psicologia e para a clínica.

Pois bem, depois de um bom tempo e vários erros que podem e devem ser evitados eu estou vivendo da clínica. Desde o início de 2016 a minha principal fonte de renda é o trabalho com clínica e no início de 2017 parei de dar aulas e larguei qualquer “renda fixa” que eu tivesse para viver única e exclusivamente da clínica.

Há alguns meses comecei a encaminhar clientes para amigos(as) porque cheguei no limite de atendimentos que eu quero e estou com um horário ou outro vago: no momento em que escrevo essa mensagem estou de férias, mas já tenho 3 possíveis clientes novos aguardando que eu volte das férias e assim iniciem o processo de psicoterapia.

Coloco sempre um limite de clientes porque prezo muito pelo meu bem-estar físico e psicológico e pelo bem-estar dos meus clientes (vamos ver sobre isso no curso). Dinheiro é bom, mas quero que ele trabalhe pra mim e não ao contrário. Não adianta enfiar um monte de cliente na agenda, ficar muito cansado e daqui a pouco começar a prestar um atendimento ruim. Não é ético, não é sustentável.

Desde o início de 2017 estou traçando outros planos para a minha carreira e um deles é o de auxiliar na formação dos profissionais de Psicologia do Espírito Santo. Em conjunto com a Dra. Thalita Simão organizei o curso de “Psicofarmacologia para Psicólogos” (outra turma deve sair agora em 2018!).  Em Agosto realizei a 1ª turma do Workshop “Viver da Clínica”. Agora no dia 13/01/2018, estou organizando o curso do meu amigo Tiago Zortea sobre “Intervenção Clínica com Pacientes em risco de Suicídio“.

E agora com a segunda turma do Workshop “Viver da Clínica” espero te auxiliar a não cometer os mesmos erros que eu cometi e também à alcançar o seu sonho de viver de clínica de maneira planejadacom menos erros e em menos tempo do que eu levei.

“Mas deixa de lengalenga e fala o preço?”. Falo. Falo sim: 350 reais.

É um valor que você deve recuperar com cerca de 3 sessões individuais (ás vezes 2, dependendo de quanto você cobra). Agora, se inscrevendo até o dia 31/01/18,  e pagando à vista vou dar 14% de desconto e você vai pagar apenas 300 reais. Caso queira consigo dividir o valor de R$350,00 com  a última parcela sendo paga até 2 dias antes do curso). Ah sim! Data e local!

Data: 24 e 25 de Fevereiro de 2018, das 08:30 – 18:00.

Local: Vitória – ES. Quase tudo certo para Bento Ferreira. Confirmação nos próximos dias.

Ao final do curso eu espero que você:

  • Decida se quer escolher o seu público-alvo ou ser um psicólogo mais generalista.
  • Identifique meios de construir e estabelecer a sua imagem profissional!
  • Saiba como atrair clientes para o seu consultório!
  • Identifique parcerias em potencial!
  • Estabeleça qual tipo de “material publicitário” é mais a sua cara e como você irá produzi-lo!
  • Elabore o seu contrato pessoal!
  • Saiba quando largar seu emprego fixo!
  • Saber como cobrar e reajustar o valor da sua sessão!
  • E muito mais! Muito mesmo!

Qualquer dúvida é só entrar em contato. As vagas são limitadas porque quero auxiliar todo mundo da melhor maneira possível.

Ah sim, se quiser saber um pouco do meu trabalho em clínica pode olhar um pouco mais esse meu site e o outro www.amortranquilo.com.br.

Se interessou e quer fazer a inscrição? É só enviar um e-mail para [email protected] que te envio a ficha de inscrição e os dados para pagamento.

Abraço!